, Home Office

Pandemia: home office foi adotado por 46% das empresas

Após a pandemia, o trabalho em casa – ou home office – deixou de ser um luxo para se tornar uma obrigatoriedade. Grande parte dos profissionais tiveram de deixar os escritórios tradicionais e trabalhar de suas casas. O objetivo é evitar a contaminação do novo Covid-19, que, desde o início de 2020 é uma incerteza para toda a população mundial.

Home Office

Dados

A estratégia de trabalho home office foi adotada por 46% das empresas durante a pandemia, segundo a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise covid-19.

O estudo elaborado pela Fundação Instituto de Administração (FIA) coletou, em abril, dados de 139 pequenas, médias e grandes empresas que atuam em todo o Brasil.

Entre as grandes empresas, o índice das que colocaram os funcionários em regime de home office ficou em 55% e em 31%, entre as pequenas. Um terço do total das empresas (33%) disse que adotou um sistema parcial de trabalho em casa, valendo apenas em alguns dias da semana.

De acordo com o estudo, 41% dos funcionários das empresas foram colocados em regime de home office, quase todos os que teriam a possibilidade de trabalhar a distância, que somavam 46% do total dos quadros. No setor de comércio e serviços, 57,5% dos empregados passaram para o teletrabalho, nas pequenas empresas o percentual ficou em 52%.

Após a pandemia

O estudo mostrou também que apesar das dificuldades, 50% das empresas disseram que a experiência com o teletrabalho superou as expectativas e 44% afirmam que o resultado ficou dentro do esperado.

No entanto, pouco mais de um terço (36%) disse que não pretende manter o trabalho a distância após o fim da pandemia. Um percentual semelhante (34%) tem a intenção de continuar com o teletrabalho para até 25% do quadro. O restante (29%) quer manter o home office para pelo menos 50% do quadro ou até todos os funcionários.

Coworking como opção

Trabalhar em casa não é tão simples e produtivo quanto parece: as distrações são inúmeras! Para as empresas e profissionais autônomos que optaram por continuar neste modelo de trabalho, o coworking pode ser uma excelente opção.

Um escritório compartilhado pode gerar inúmeros benefícios à sua produtividade e à rotina do seu negócio, como por exemplo:

  1. Mais economia para a empresa e para o funcionário! A empresa não precisa se preocupar com gastos extras de transporte, por exemplo, uma vez que o colaborador pode trabalhar em um coworking próximo à sua casa.
  2. Em tempos em que o home office se tornou mais comum, as pessoas passaram a valorizar uma vida mais livre, com horários flexíveis e localização privilegiada. Dirigir por duas horas para chegar na empresa não é mais tão agradável assim, tendo outras opções, certo?
  3. O teletrabalho residencial foi importante, mas não será definitivo. As pessoas precisam trabalhar em contato social. Por isso, os coworkings passam a ganhar ainda mais importância para as pessoas voltarem a ter relacionamentos, multiplicando os laços comerciais e até mesmo de amizade.
  4. Trabalhar em um coworking oferece muito mais produtividade. Afinal, em um ambiente de trabalho compartilhado, a sua principal preocupação será focar nas suas obrigações relacionadas à empresa.
  5. Ambientes de coworking adotam medidas de segurança e higienização baseadas em melhores práticas realizadas nos escritórios de países onde obteve-se os melhores resultados no controle de contaminação de Covid-19, como na Alemanha e Suíça.

Spark Coworking

O Spark Coworking está consolidado há anos, e, sem dúvida, é uma opção segura para empresas e profissionais que precisam se recuperar rapidamente dos prejuízos sofridos na época de pandemia, de forma segura, fácil e priorizando a saúde e bem-estar.
Conte conosco. Entre em contato e confira as nossas soluções.

Post Your Thoughts

13 − 8 =

Abrir Chat
Precisa de ajuda?